Oasis Graf

A Indústria Gráfica – 011 6311-5248

Citibank recorre à pizza para ganhar mais clientes

 

Carta Capital
 Marketing: Citibank / Fome de expansão

Revista Carta Capital
Por: Paula Pacheco

Em fase de crescimento, o Citibank recorre à pizza para ganhar mais clientes

No meio da noite, um telefonema para matar a fome. O motoboy entrega a encomenda. Por mais estranho que pareça, começa aí o corpo-a-corpo entre um dos maiores bancos americanos e os apreciadores de pizza. O Citibank decidiu investir numa forma diferenciada de marketing. O objetivo não poderia ser outro: aumentar o número de clientes. Na tampa das caixas de pizza, uma mensagem que compara a facilidade de pedir uma pizza, por telefone, com a de abrir uma conta no banco.

Apesar da aproximação por meio de um produto popular, o banco não abre mão de um pré-requisito: renda mínima de 3 mil reais. A oferta feita com a entrega da pizza, como se vê, não é para qualquer um.

Globalização.
A idéia brasileira da pizza sera exportada para a matriz, nos EUA, e outras filiais
A estratégia do Citibank é fazer parceria com pizzarias próximas às agências recém-inauguradas de cidades como São Paulo, Porto Alegre, Curitiba e Belo Horizonte, selecionadas a partir da similaridade entre o perfil dos consumidores e dos potenciais clientes do banco. “A pizza é uma paixão paulistana, apreciada por todos. Ela tem a ver com a idéia da conveniência que nós oferecemos, com os serviços feitos por telefone ou com o courrier. A campanha foi criada pelo escritório da agência Fallon de São Paulo.

Mas o que chamou a atenção dos executivos estrangeiros do Citibank que recentemente visitaram o Brasil foi a história da propaganda estampada nas caixas de pizza. Tanto que já está em estudo a possibilidade de exportar a idéia da subsidiária brasileira para outros países, inclusive para a matriz americana, onde a pizza também é uma das paixões nacionais. O plano casa com a atual fase do sistema financeiro dos EUA, que nos últimos tempos tem se voltado mais aos chamados “sem-banco”. O próprio Citibank recentemente fez uma parceria com a rede varejista 7-Eleven para colocar sua marca em 5.500 terminais automáticos nas lojas.

Para cada nova agência bancária são distribuídas 10 mil caixas de pizza. Apesar do investimento, Silva diz ser difícil mensurar o retorno desse tipo de ação de marketing – ou seja, quantos comedores de pizza se tornam clientes depois de ser abordados em casa. Para o executivo, esse tipo de mídia, com custo baixo, será cada vez mais utilizado.

Atualmente, o Citibank tem 71 agências abertas no País. A previsão é chegar a 110 até o fim do ano, um crescimento de 55% em seis meses.

Além das agências tradicionais, o banco também tem acelerado a expansão do Citifinancial e dos cartões de crédito, o Credicard Citi, que recentemente lançou uma campanha estrelada pelo cantor Odair José. O banco planeja terminar o ano com a emissão de pelo menos 1 milhão de novos cartões – hoje são 4,4 milhões.

O Citifinancial chegou ao Brasil há três anos, hoje conta com 70 pontos e o projeto da direção do banco é dobrar o número de agências até dezembro. A bandeira é especializada nos serviços de crédito pessoal e é a porta de entrada do Citi para outro tipo de público, o de baixa renda. Tanta animação com a expansão orgânica do Citibank se justifica com os números que a instituição alcançou em 2005. Conseguiu reverter um prejuízo de 334,9 milhões de reais em 2004 para um lucro de 198,6 milhões.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on Fevereiro 7, 2012 by in Anuncie em Embalagens.

Navegação

%d bloggers like this: